Administração municipal e Bombeiros avaliam melhorias no Vidal Ramos Júnior

O chefe do Setor de Atividades Técnicas (SAT) do 5º Batalhão de Bombeiros Militares (BBM) de Lages, segundo-tenente Jihorgenes Luciano Borges, e o chefe do B4 (Finanças), segundo-tenente Ivonilso Varela Duarte, estiveram no estádio municipal Vidal Ramos Júnior na tarde desta terça-feira (26). 
O prefeito Elizeu Mattos e o superintendente da Fundação Municipal de Esportes (FME), Armando Mello Júnior, acompanharam a vistoria.
O grupo analisou os projetos de melhorias referentes à revitalização do espaço. O que se busca é um ponto comum sobre a necessidade de ajustes a fim de cumprir as normas técnicas e assegurar a integridade física de jogadores, torcedores, equipes técnicas e órgãos de imprensa, com previsão de escoamento ágil em casos de incêndio, tumultos ou outro tipo de ocorrência anormal.


Armando explica que nesta terça foi analisada a parte final das obras de calçadas e estruturas dos portões. Uma das instruções dos Bombeiros é de que seja aberto o portão atrás da rua Humberto de Campos. O projeto foi concluído esta semana. O quebra-corpo também foi motivo de discussão. “Temos de terminar as rampas e as calçadas, praticamente liberando uma ligação entre a Humberto com a outra torcida do pavilhão”, relata.
A diretora responsável pelo estádio, Ana Carolina Chagas Toscan, ressalta que, para a conclusão das melhorias, restam o término de rampas, calçadas de acesso e 60 metros de guarda-corpo. A discussão com os Bombeiros foi necessária devido à exigência de mais dois portões de acesso, atrás das traves, conforme a nova norma dos Bombeiros, determinando um portão de saída a cada 35 metros. Sobre as calçadas, de acordo com Ana, há a possibilidade de, futuramente, expandir a largura de 1,5 metro para 2,5 metros.
Próximo passo
O secretário de Planejamento, Jorge Raineski, enfatiza que, inicialmente, no projeto encaminhado para aprovação, constavam intervenções que seriam aprovadas pelos Bombeiros, mas dispendiosas por ultrapassarem o que seria possível investir, por parte da prefeitura, no estádio.
 “Tivemos um bom entendimento com o comando dos Bombeiros e vamos juntos elaborar justificativas e encaminhá-las à equipe técnica de Florianópolis, demonstrando caminhos alternativos para resolver a questão com segurança e conforto para o usuário, sem impacto de abrir portões para fora do estádio”, explica.
Fotos - Nilton Wolff

Comentários