Nota do PSB sobre a morte de Eduardo Campos, candidato à Presidência do Brasil

No dia em que são passados nove anos do falecimento de Miguel Arraes, o Partido Socialista Brasileiro cumpre o doloroso dever de comunicar o falecimento, nesta data, vítima de acidente aéreo, do seu presidente, ex-governador de Pernambuco, Eduardo Campos, nosso candidato à Presidência da República.


Aos 49 anos recém completados, Eduardo Campos vivia o auge de sua brilhante carreira política: deputado estadual, secretário de Estado de Pernambuco, deputado federal, ministro de Estado, governador de Pernambuco reeleito por consagradora maioria, oferecia sua experiência e juventude ao serviço do País.


Candidato à Presidência da República, apresentou-se ao debate de nossas questões fundamentais, coerente com os princípios que sempre nortearem sua vida, e o primeiro deles era a busca por justiça social, razão de existência do Partido Socialista Brasileiro.

Perdemos Eduardo Campos quando mais o Brasil precisava de seu patriotismo, seu desprendimento, seu destemor e sua competência.

Não é só Pernambuco e sua gente que perdem seu líder; não é só o PSB que perde seu líder. É o Brasil que perde um jovem e promissor estadista.

Estamos todos de luto.


Brasília, 13 de agosto de 2014.

Roberto Amaral 
Primeiro vice-presidente do Partido Socialista Brasileiro


Prefeito Elizeu lamenta morte de Eduardo Campos
Foto: Revista Visão
O prefeito Elizeu Mattos lamentou a morte do ex-governador de Pernambuco, Eduardo Campos. 
O acidente que o vitimou ocorreu na manhã desta quarta-feira (13) quando houve a queda do jato particular em que viajava, com outras seis pessoas, em um bairro residencial em Santos (SP).
 Candidato à presidência da República, Eduardo tinha 49 anos (comemorados domingo). Elizeu disse que é uma grande perda para o Brasil. “Era um político jovem, de muito futuro. Mais que isso, são vidas humanas. E vidas estão acima de ideologias ou siglas partidárias”, destaca.

Comentários