Alunos da escola Vidal Ramos visitam obras do Colégio Rosa

Em agosto de 2011, o Colégio Rosa foi fechado para reformas, e a escola Vidal Ramos passou a funcionar em um novo prédio construído pelo Governo Estado. Mais de três anos depois, cerca de 50 alunos, professores e gestores voltaram ao edifício para conferir o andamento das obras. A visita aconteceu nesta quarta-feira, 17. A comitiva escolar foi recepcionada pelo secretário de Desenvolvimento Regional, João Alberto Duarte, e pelos gerentes de Educação e Infraestrutura da SDR.
Durante a visita, que durou aproximadamente meia hora, os trabalhos foram interrompidos por questão de segurança.
 Nas antigas salas de aula, os estudantes relembraram momentos marcantes. Jaqueline Borges de Oliveira (14), da 8ª série, disse que nunca irá esquecer os anos ali vividos.
 “Fico feliz por ver que um lugar tão importante para mim está sendo reformado para voltar a ser como era no passado”.
Alguns professores e gestores se emocionaram ao retornar ao local. A assistente de direção Rosana Fernandes, que trabalhou no Colégio Rosa durante 30 anos, disse que a reforma valoriza todos aqueles que passaram pela escola. Já a professora Leda Figueiredo Freitas recordou que alfabetizou centenas de crianças ao longo de duas décadas.
 
A Obra
O Governo do Estado está investindo R$ 5,9 milhões do Fundo Social na restauração do edifício, inaugurado em 1912. A parte externa do prédio já foi totalmente reformada e pintada, e a restauração da parte interna será concluída nas próximas semanas. Atualmente, a empresa responsável pela execução do projeto (Estaca Engenharia) está assentando pisos e construindo canteiros no pátio.
Após a conclusão das obras, o edifício será transformado em um centro cultural que agregará educação, lazer, gastronomia e artes.
 “É gratificante ver um patrimônio tão importante para a Serra catarinense ganhando vida. Ele foi construído para educar nossos antepassados, e agora está sendo preparado para servir a geração atual. 
Muito em breve, todos poderão desfrutar do conforto deste espaço”, disse o secretário regional, João Alberto Duarte.

Comentários