Projetos do IFSC apresentam a música aos alunos da rede municipal de ensino

O ensino de música passou a ser obrigatório nas escolas, a partir de 2008, por meio da Lei de Diretrizes e Bases da Educação. Porém, nem sempre é cumprida na rede pública. 

Foi para estimular esse aprendizado que surgiu o projeto de extensão “Concertos Didáticos”, coordenado pelo servidor do Câmpus Lages do IFSC Conrado Bach Neto Júnior.

Na última terça-feira (23), o projeto visitou a Escola Municipal de Educação Básica Professora Madalena Miranda Largura, do bairro Vista Alegre. 

O objetivo do projeto é buscar a aproximação do público escolar com a música instrumental, bem como a estilos musicais menos comuns ao circuito comercial, tais como o jazz, samba, choro, tango e música clássica, próprios de ambientes teatrais.

“Excelente. Acho que seria fundamental e essencial que tivéssemos a oportunidade de ter a música na didática das escolas. É um conhecimento a mais e uma maneira diferente de aprender.”, disse a professora Denise Brun Koch.


Além disso, os alunos tiveram noções de ritmo, tempos e notas musicais e conheceram alguns instrumentos. “Aprendi que posso fazer música com qualquer coisa”, contou o aluno Matheus Carvalho, 10 anos, que pretende aprender a tocar violão depois da visita do projeto.

“Os concertos didáticos são um importante recurso educativo e estético, capaz de viabilizar o acesso a conceitos musicais, bem como a apreciação artística, unindo-os em um mesmo plano. Estimamos atender, até o final do projeto (início de outubro), mais de 400 alunos, de séries iniciais do Ensino Fundamental”, afirma Conrado, que é formado em música pela Universidade Federal de Santa Maria.

Escolas já visitadas:

EMEB Izidoro Marin (bairro Caroba)
EMEB Izabel Thiesen Rosseto (bairro Vila Maria)
EMEB Pref Waldo Costa (bairro Vila Nova)
EMEB LUPÉRCIO DE OLIVEIRA KOECHE (bairro Várzea)
EMEB PROFESSORA MADALENA MIRANDA LARGURA (bairro Vista Alegre)

Na próxima terça-feira, às 10h, o projeto será apresentado aos alunos da EMEB Oscar Schweitzer, do bairro Guadalajara.

Assessor do IFSC: Rafael Xavier

Comentários