Fiscais avaliam preços praticados em lojas de materiais de construção

O objetivo é impedir que ocorram crimes econômicos contra os munícipes que foram vítimas do forte temporal de segunda-feira
Uma equipe de fiscalização do Programa de Defesa do Consumidor (Procon) está visitando os diversos estabelecimentos comerciais do município para elaborar uma tabela comparativa dos preços de telhas, folhas de eternit, lonas e vidros para janelas.

 A maior dificuldade para efetuar esse levantamento com um mínimo de razoabilidade está na variedade de formatos, espessuras, acabamento e materiais utilizados e que, segundo os comerciantes, podem aumentar ou diminuir o valor de cada unidade.
O Procon quer impedir que ocorram crimes econômicos contra os munícipes que foram vítimas do forte temporal de segunda-feira (13).
 Em casos que sejam identificados esses abusos, a equipe fará uma notificação e encaminhará o processo ao Departamento Jurídico, que tomará as medidas previstas em lei, que podem variar entre multa, apreensão da mercadoria ou interdição do estabelecimento comercial.
Segundo o diretor de Atendimento e Fiscalização do Procon, Juarez Pereira da Silva, está sendo elaborado um instrumento para que a população possa distinguir entre os preços corretos, os praticados pelo comércio e os boatos. De posse da nota fiscal, qualquer cidadão que se sinta lesado deve efetuar reclamação, denúncia ou solicitar orientação na sede do Procon, na rua Martinho Nerbas, 29, Centro, ou contatar pelo telefone (49) 3229-2752.

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Ato de covardia tira a vida do DJ Eder Goulart, proprietário da Zafira Lounge

McDonald's em Lages no Garden Shopping

Anunciados os shows tradicionalistas da 32ª Festa Nacional do Pinhão