Prefeito vai à Florianópolis: Liberação do FGTS aos atingidos pela chuva de granizo em Lages

Na pauta do encontro a liberação do Fundo de Garantia do Tempo de Serviço (FGTS) para os atingidos pelo temporal de granizo registrado na cidade na segunda-feira, dia 13. 
Esse procedimento se dá após o decreto de situação de emergência expedido pelo Executivo Municipal e reconhecido pelo governo federal através da Portaria nº 276 de 17 de outubro. 
“Tudo o que depender da Caixa será feito para atender o maior número de pessoas atingidas. Vamos analisar tecnicamente este relatório para que a liberação seja feita o mais breve possível”, garante o presidente Jorge Fontes Hereda.


Quem será beneficiado
Todos os atingidos diretamente pelo temporal serão beneficiados. A possibilidade de que todos os lageanos possam sacar o FGTS foi descartada pelos técnicos e representantes jurídicos da Caixa Econômica. “Temos também as pessoas que indiretamente estão sofrendo as consequências, como empresas paradas, comércio prejudicado, escolas e universidades sem aulas. Em até 15 dias a Caixa Econômica irá se posicionar sobre o caso. Neste momento não é necessário o deslocamento das pessoas até as agências da Caixa, pois vamos anunciar todos os cronogramas de atendimento através de uma coletiva à imprensa”, revela o prefeito Elizeu Mattos.
Quando ocorrerá
De acordo com o superintendente da Regional Sul de Santa Catarina, Robert Kenedy Lara da Costa, o processo de liberação do FGTS, após análises dos documentos, pode levar até 90 dias, mas deverá acontecer bem antes desse prazo, tendo em vista a intervenção do prefeito Elizeu junto à presidenta Dilma e ao vice-presidente Michel Temer, que se sensibilizaram de imediato com o problema da cidade. “Lages já providenciou toda a documentação inicial necessária. Agora vamos analisá-la e na sequência montar um cronograma para agendamento de saques”, explica Robert Kenedy.
Será pago até R$ 6.220,00 por conta
O gerente-geral da agência do Centro de Lages da Caixa Econômica Federal, Luís Antônio Pacheco de Andrade, salienta que a liberação será também um incremento positivo na economia lageana. “Será pago até R$ 6.220,00 por conta. Isso representa muito para a nossa cidade, seja na reconstrução das casas como para o movimento econômico local”, frisa.
Estiveram presentes também na reunião o chefe de gabinete do presidente da Caixa Econômica, Vânio dos Santos; o gerente de FGTS em Santa Catarina, Marcelo Boing; os gerentes da agência Coral, Fabrício Zampieri, e da agência Nereu Ramos, Antônio Della Giustina.

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Ato de covardia tira a vida do DJ Eder Goulart, proprietário da Zafira Lounge

McDonald's em Lages no Garden Shopping

Jovem de 21 anos morre em acidente no Acesso Norte, em Lages