Prefeitura entrega mais de 82 mil telhas, e cobre mais de 2.800 casas em Lages

Mais de 82 mil telhas já foram distribuídas até o meio da tarde desta segunda-feira, de acordo com a Defesa Civil Estadual.
 “Por lei, a assistência humanitária deve ser concedida entre o primeiro e o décimo dia subsequente ao evento. Após começa a reabilitação e, do primeiro ao 180º dia, a recuperação, no caso de estragos em estradas ou de deslizamentos.
 No que se refere a Lages, consiste no tempo para reconstituição das coberturas dos prédios públicos”, comenta Rides.

Ele acrescenta que a demanda está normalmente sendo atendida, com o aparato de 15 caminhões, entre Secretaria do Meio Ambiente e Serviços Públicos, Exército e veículos cedidos por empresas e autônomos, voluntariamente. 

“O procedimento de entrega segue à risca as exigências para que ocorra de forma pacífica e em compasso, com presença dos cadastradores, de profissionais da Secretaria de Assistência Social e da Defesa Civil, bem como escolta da Polícia Militar”, pontua.

Cerca de 300 pessoas estão envolvidas diretamente no processo de distribuição das telhas. “Em torno de 60% das casas atingidas já foram recobertas”, informa Rides. O trabalho da equipe de orçamentos não para em Florianópolis. As cotações são constantes e minuciosas, pois as empresas não podem estar negativadas para compras perante o Estado e o governo federal. “Não pode haver pendências”, alerta.



Cerca de 2.800 casas já recobertas
Segundo a Defesa Civil do Estado, foram distribuídas mais de 82 mil telhas para a recobertura de um total de 2.800 casas, de um planejamento de restabelecimento do telhado de oito mil casas, a meta até o fim deste trabalho de auxílio da Defesa Civil Estadual.
Ainda segundo a Defesa Civil do Estado, aproximadamente 20 mil residências foram atingidas pelo granizo em Lages, afetando negativamente cerca de 80 mil moradores.
 A Defesa Civil chama a atenção para que, acrescidas a estes números de 2.800 casas com telhas já recebidas, devem estar os casos em que os próprios moradores adquiriram telhas, por condições financeiras próprias e os casos de doações de voluntários, amenizando o sofrimento alheio. Devido a estas condicionantes, estima-se pela Defesa Civil do Estado que mais da metade das casas atingidas já foram recobertas.

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Ato de covardia tira a vida do DJ Eder Goulart, proprietário da Zafira Lounge

McDonald's em Lages no Garden Shopping

Anunciados os shows tradicionalistas da 32ª Festa Nacional do Pinhão