Transito em meia pista no Centro e Agentes fazendo blitz em outro local

No Centro reiniciou as obras do cabeamento subterrâneo, e todos nós sabemos que os primeiros a se complicarem são os motoristas, que tem sua rotina diária de transitar sobre a principal via da cidade. A rua Nereu Ramos. 

Além disso, todos sabem que pra se fazer grande obra é preciso quebrar e refazer novamente, conforme está no projeto. 

Enfim, o grande responsável pelo trânsito da cidade são os agentes de trânsito que estão de serviço para auxiliar os motoristas, mas infelizmente não agiram conforme era pra ser. Alguns estavam em uma blitz, e outros espalhados pelo Centro. 

Para "desafogar" o trânsito seria um agente de trânsito pedir para desativar a sinaleira do "Julios Café", e alternar manualmente com outras sinaleiras, ajudando a inúmeros motoristas que levaram cerca de 15 a 20 minutos para atravessar o centro. Assim a trafegabilidade junto a obra seria menos estressante.

Comentários

Unknown disse…
ESSE AGENTES É PRA ACABAR!!!
Anônimo disse…
Caro Bloguista, com relação as obras, independente da presença ou não dos Agentes, haverá o congestionamento decorrente do estreitamento da faixa, presença de máquinas e outros veículos da empresa que está executando a obra. Quanto a blitz, essa é um mal necessário. Se com essas operações os condutores lageanos já esquecem que existem leis e que estas precisam ser respeitadas, imagine se não houvesse fiscalização. Além disso, quem anda com seus documentos e os documentos do veículo em dia, nada tem a temer com relação a qualquer blitz. Abraços!!!
Anônimo disse…
Acredito que o Bloguista tenha se referido ao número de agentes, pois realmente podemos observar que na maioria das vezes estão reunidos em "bolinhos" nas esquinas conversando e mexendo no celular, enquanto um cego precisa de ajuda para atravessar a via... Este foi só um exemplo, sem cunho crítico aos agentes. Quanto aos "motoristas lageanos", acredito que o chapéu não sirva apenas aos lageanos e sim também a todos que visitam nossa cidade de todo canto. Lembrando que não devemos generalizar, embora existam péssimos motoristas, existem ótimos também. O lamentável referente a documentação é que esta é verificada apenas visualmente, não é realizado uma consulta no nome do cidadão para saber se ele está com o documento em dia. Certamente nestas "blitz necessárias" passa muito peixe grande com mandado de prisão em aberto. Já o trabalhador que deixou de pagar o documento do carro porque seria despejado da casa, ou porque tinha que dar de comer aos filhos para não virar mais um ladrão, este tem o carro apreendido. Dois pesos, duas medidas.