Chilenos encaram aventura pela América do Sul e chegam de motorhome a Lages

Uma boa reserva econômica, coragem e energia. Com isso pode-se estar pronto para viajar milhares de quilômetros. Foi isso que fez a família chilena do biólogo Manuel Valdés Puga, 32 anos. Ele e sua esposa, a engenheira agrônoma Valetina Grimalt Krogh, 28, e o filho Simón Valdés Grimalt, 2 anos, prepararam as malas e decidiram percorrer, em um motorhome, os países da América do Sul.
 Eles são da Ciudad de Ancud (Isla do Chiloe). Longe de casa desde 21 de julho do ano passado, a família escolheu os trajetos terrestres para conhecer maravilhas naturais e arquitetônicas e conviver com gente e idioma diferentes esculturas antes desconhecidas.

Na terça-feira de carnaval (9) eles chegaram a Lages e na tarde de quarta e quinta (10 e 11) conheceram pontos turísticos e símbolos dos costumes serranos, como o parque ecológico João José Theodoro da Costa, praça João Ribeiro e a Catedral Diocesana.
 “A natureza daqui é muito bela. E as pessoas são amáveis”, garantem. O casal diz ter cruzado do Sul ao Norte do Chile, em Arica, além da Bolívia, onde percorreram cidades por quase três meses, até cruzar de Santa Cruz de La Sierra a Corumbá, no Mato Grosso do Sul, onde chegaram no dia 23 de janeiro. 
A família já fez um trajeto de aproximadamente nove mil quilômetros. “Formatar produtos e roteiros é um dos nossos objetivos. O turismo é um dos segmentos da economia que mais cresce no mundo e gera trabalho e renda de forma democrática, beneficiando hotéis, restaurantes, transportes, guias, ou seja, de forma multidisciplinar”, sublinha o secretário de Turismo, Flávio Agustini.

Comentários