Lages é o primeiro município do Estado a testar o combustível GNV na sua frota

O Termo de Convênio foi assinado na tarde desta terça-feira (15) entre a Companhia de Gás de Santa Catarina (SCGás), Governo do Estado e administração municipal de Lages. Com isso Lages será o primeiro município no Estado a adotar o sistema de Gás Natural Veicular (GNV) nos veículos integrantes da frota da administração municipal. Um veículo já adaptado, pertencente à Secretaria de Planejamento, ficará exposto durante os três dias de evento em Joinville.

O prefeito Elizeu Mattos participou do evento e destacou a economia que a adaptação trará aos cofres públicos, citando como exemplo o valor gasto em combustível pelo veículo com conversão a gás (Gol motor 1.6), para se deslocar de Lages até Florianópolis, que ficará em torno dos R$ 30,00, ou seja, praticamente a metade do que se consome normalmente com combustíveis comuns.
Segundo o executivo geral de compras da Secretaria de Administração, Rufius Antonius, o projeto-piloto será testado por aproximadamente seis meses em dois veículos oficiais. “O estudo será acompanhado por técnicos da prefeitura e da SCGás. Estima-se que haverá uma economia de aproximadamente 60% em cada automóvel por mês”, destaca.
O kit foi custeado pela SCGás, na ordem de R$ 3.100,00 cada, em contrapartida o município pagou pela instalação dos equipamentos, no valor de R$1 mil. “Se o sistema for aprovado será estendido, gradativamente, aos demais carros da frota da prefeitura. Esta é mais uma forma que a administração encontrou para economizar dinheiro público”, afirma Rufius.


O kit GNV é composto por central eletrônica de gerenciamento; galeria de injetores de gás (também conhecido como rampa, rail ou flauta); sensor de temperatura e sensor MAP; variador de avanço; chave comutadora; redutor de pressão; válvula de abastecimento e duas válvulas de cilindro; cilindro e suporte (dois cilindros de 7,5 m3 cada); manômetro, tubo de aço para alta pressão e mangueiras água/gás.

Comentários