Pelo terceiro ano à frente da organização, Gaby Produtora comemora resultados da festa

Pelo terceiro ano à frente da organização da festa, Beto Ody comemora os resultados da parceria público-privada entre a Gaby Produtora e a Prefeitura de Lages.
“A prefeitura dá apoio na parte médica e nos entrega o parque limpo e com energia. O modelo é muito bom, e essa parceria é um casamento que vai se ajustando cada vez mais”.

Sobre o Palco Nacional, o maior já montado até hoje em um grande evento no Sul do Brasil, Beto acredita ter encontrado a posição ideal. Nos últimos anos, várias posições diferentes foram adotadas, mas numa parceria com o Ministério Público, nesta edição a poderosa estrutura de luz e som ficou de costas para o Hospital Infantil Seara do Bem e voltada ao acesso norte de Lages, região pouco habitada da cidade.
E para 2017, a Gaby Produtora já mantém contato com atrações artísticas. Beto Ody quer fortalecer o regionalismo, vai tratar do Pavilhão Cultural e reforçar a Sapecada da Canção Nativa, ainda que o festival, o maior do gênero no Brasil, esteja sob responsabilidade da Fundação Cultural de Lages.
“Os shows deste ano foram tão bons quanto os do ano passado. O público também foi semelhante. Antes mesmo de acabar a edição de 2016 já começamos a trabalhar na de 2017, que será ainda melhor”, conclui Beto Ody.

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Ato de covardia tira a vida do DJ Eder Goulart, proprietário da Zafira Lounge

McDonald's em Lages no Garden Shopping

Anunciados os shows tradicionalistas da 32ª Festa Nacional do Pinhão