Pular para o conteúdo principal

Vans transportam visitantes com segurança a valor fixo para a Festa do Pinhão

O público que frequenta a Festa Nacional do Pinhão pensa em se divertir dançando ao som de músicas tradicionalistas, assistindo a grandes shows, degustando pratos típicos da Serra à base de pinhão e a conscientização em relação ao consumo de bebidas alcoólicas deve estar presente no comportamento, logo, utilizar meios de transporte como vans é uma necessidade. A Secretaria de Turismo e a Associação de Condutores do Transporte Escolar e Alternativo de Lages (Actreal) firmaram parceria para a organização e logística dos serviços de transporte com vans para suprir essa necessidade de deslocamento seguro.
O secretário de Turismo, Flávio Agustini, defende que o poder público deve estimular os métodos alternativos, além do transporte coletivo tradicional, a carona solidária e o sistema do “motorista da vez”. “A família faz seu ‘esquenta’ na sua casa, condomínio, apartamento ou propriedade rural e a van pode buscá-la e já ficará combinado o horário da volta, com segurança e garantia de diversão. Os motoristas conhecem a cidade e o fluxo de trânsito (desvios dos pontos de bloqueio em frente ao parque e atalhos para chegar mais cedo)”, recomenda.

O presidente da Actreal, Célio Andrade, observa que entre 12 e 15 veículos estão disponíveis para transportar grupos de visitantes durante as dez noites da 28ª Festa do Pinhão para as residências ao valor fixo de R$ 8,00 por pessoa, independente do endereço e da distância. Cada van tem capacidade de acomodar até 15 passageiros, todavia, conforme aponta Célio, com sete a oito passageiros já é possível o deslocamento.
Uma parceria está firmada com hotéis da cidade para o transporte de hóspedes até o parque, pois há os turistas que desconhecem os trajetos. 
A volta para os hotéis já fica previamente agendada. “Foi e está sendo feita propaganda através de panfletagem para divulgar o trabalho, porém, precisamos intensificá-la, pois nossa expectativa é de que o movimento ainda aumente. Ontem (quarta), com os quatro shows nacionais, foi um pouco melhor”, informa 
Atenção especial
Os deslocamentos iniciam por volta das 19h e encerram ao amanhecer, por volta das 5h. Uma placa com a inscrição de exclusividade para vans pode ser visualizada na direção esquerda de quem está dentro do parque, sentido Centro de Ciências Agroveterinárias (CAV), próximo ao ponto de táxi. “Embora o maior acionamento seja por telefone dentro desse horário, nos colocamos à disposição 24 horas por dia”, alerta Célio Andrade. Os interessados poderão entrar em contato pelo número 9924-1076 (Fernando). Somente os veículos de associados à Actreal têm direito a executar o transporte.
O serviço já ocorre há três anos e é independente desde o ano passado, mas a Secretaria de Turismo deu continuidade com o oferecimento de suporte aos profissionais, como orientações para concessão de alvará provisório e outras questões burocráticas. Os proprietários de veículos respeitam a legislação que determina a utilização de veículos com no máximo 15 anos de fabricação, portam alvará provisório especial exigido para atuar durante o evento e um adesivo de credenciamento fixado nos carros.
O vice-presidente da Actreal, Rodimax Moreira, mobilizou todo o processo para a autorização do serviço com vigência durante a Festa Nacional do Pinhão. A Actreal possui cerca de 30 associados. A Diretoria de Trânsito (Diretran), Secretaria da Fazenda (setor de Fiscalização) e Secretaria de Meio Ambiente e Serviços Públicos também prestam auxílio à Actreal.

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

NOTA DO PREFEITO ANTÔNIO CERON

  ANTONIO CERON ,  por meio de sua defesa vem apresentar  NOTA à Imprensa  para prestar os seguintes esclarecimentos quanto à Denúncia que foi movida pelo Ministério Público do Estado de Santa Catarina . Cabe registrar ,  desde logo ,  que o senhor Antônio Ceron, Prefeito do  distinto  Município de Lages, conta com quase 4 décadas de vida pública, tendo exercido  4 mandatos parlamentares (deputado estadual), ocupado cargos no Executivo Estadual e 2 vezes alçado por voto popular à chefia do Executivo Municipal de Lages. Em todo esse período nunca respondeu ação penal alguma, nunca teve suas contas rejeitadas pelo Tribunal de Contas do Estado.  Em outras palavras,  sua postura e atuação pública sempre foi conduzida de modo transparente e ilibado . É de extrema relevância apontar que os contratos objetos das investigações judiciai s continuam vigentes (com o aval do próprio MPSC), foram e continuam sendo auditados pelos órgãos de fiscalização ( Câmara Municipal de Lages,  TCE/SC e MPSC),

PROGRAMAÇÃO DO RECANTO DO PINHÃO

  No dia 1º de junho, quinta-feira, a partir das 19h30, no calçadão da Praça João Costa acontecerá a abertura oficial da 33ª Festa Nacional do Pinhão. A atração musical da noite será com o grupo Os 4 Gaudérios.  Veja a programação do Recanto do Pinhão Aracy Paim 2023: Dia 1º, quinta-feira:  18h – Douglas Moraes 19h – Abertura Oficial Festa Nacional do Pinhão e Recanto do Pinhão 19h30 – OS 4 GAUDÉRIOS   Dia 2, sexta-feira: 11h – Guilherme Garcia 15h – Coral Vozes da Liberdade 16h – Alcione e Léo 17h – Boteco do Laurindo  Show 18h – Marina Gomes 19h30 – Léo Moraes e Grupo Gaúcho   Dia 3, sábado: 10h – Jornal do Almoço – NSC TV 14h – Grupo Querência Militar 15h – Grupo Embalo Fandangueiro 16h – Edson Augusto 17h – Grupo Baitaço 18h – Banda Anjos de Plantão 19h30 – Grupo Modaço   Dia 4, domingo:        11h – Boteco Resenha 14h – Willian Oliver 15h – Rogério Blum 16h – Musical Raízes Sertaneja 17h – Luis Bastos 18h – Leandro Marx 19h30 – Grupo Tchê Loko   Dia 5, segunda-feira: 16h – Matheus

Polícia Civil recebe denúncia de estupro dentro de hospital em Lages

  A Delegacia Regional de Polícia de Lages, na  Serra Catarinense , recebeu uma denúncia sobre um estupro que teria sido cometido por um enfermeiro contra uma paciente internada no Hospital e Maternidade Tereza Ramos (HTMR). O caso ocorreu na madrugada desta quinta-feira (23), e a unidade de saúde registrou um boletim de ocorrência. À reportagem da  Rádio Clube de Lages , a mulher relatou que estava internada com uma doença pulmonar. Na noite do caso, o enfermeiro teria agido de forma invasiva durante o atendimento e dado uma medicação diferente à paciente. “Ele perguntou sobre as minhas genitais, coisas que as enfermeiras nunca tinham perguntado para mim. Eu estava de camisola e ele me olhava muito. Não me senti bem e coloquei um calção por baixo da camisola. O último remédio que tomava para dormir, o Diazepam, que era de praxe todos os dias às 22h30min, eram elas que me davam. Nesse dia ele disse para mim, ‘vai ter outro remedinho’, e eu perguntei o porquê de outro medicamento. Ele r