Pular para o conteúdo principal

Obras simultâneas transcorrem nos canteiros do Mercado Público e do Centro de Lages


“Será criado um modelo de gestão, pensado em conjunto entre o Município e o empresariado. As vistorias permanentes são fundamentais para acompanhar e se discutir os passos seguintes.” – prefeito Antonio Ceron

As obras de restauração, ampliação e modernização do Mercado Público e de revitalização do Centro de Lages foram vistoriadas por um grupo de empreendedores do segmento da gastronomia e por parte do colegiado da prefeitura de Lages, liderados pelo prefeito, Antonio Ceron, além do sócio proprietário da Terra Engenharia, Flávio Tutida, na tarde desta terça-feira (7 de maio). Os recursos do Fundo Social/Governo do Estado estão na ordem de R$ 8 milhões. O convite aos empresários foi feito pela Diretoria de Turismo, da Secretaria do Desenvolvimento Econômico e Turismo.

O diretor de Urbanismo e Planejamento da Secretaria do Planejamento e Obras, Roberto Provenzano, repassou as principais informações técnicas à comitiva. Já está pronta a parte de infraestrutura, composta pelos serviços de rede de fornecimento de água potável, saneamento básico e energia elétrica, bem como as alterações nas alvenarias; construções dos boxes; estrutura metálica e cobertura da ala nova, e banheiros, pendentes ainda os serviços de encanamento e acabamentos. O piso é de cimento queimado e o telhado metálico e em vidro laminado na parte central.
Serão começados os trabalhos na parte do largo do Mercado, a entrada principal na parte da frente. As aberturas já estão feitas, ou seja, os vãos de acesso já estão com as paredes retiradas conforme o projeto.

Restam, ainda, as obras de fechamentos laterais do pavilhão novo, cobertura de vidro na ala central de transição da edificação, forros de gesso e finalizações, como pintura, rebocos, gesso nas bancas e iluminação. “Basicamente, a obra está bem encaminhada e mais adiante iniciaremos a etapa de acabamentos”, pontua Provenzano. As obras do Mercado Público iniciaram em novembro de 2018 e a previsão de conclusão é para setembro ou outubro deste ano. Com a chegada do inverno, os serviços podem sofrer alguma interferência no prazo devido às condições meteorológicas, sobretudo nas atividades externas. “Será criado um modelo de gestão, pensado em conjunto entre o Município e o empresariado. As vistorias permanentes são fundamentais para acompanhar e se discutir os passos seguintes”, argumenta o prefeito.

Um lugar para confraternizar e fazer turismo

O Mercado Público terá 3.585 metros quadrados. Seu pavimento térreo será dotado de lojas e a área de culinária estará no piso superior, onde estará o espaço gourmet e salão de eventos, incluindo elevador com acessibilidade. No Mercado Público haverá os setores do mercado antigo e do mercado novo. Na parte antiga (praticamente fechada), com características histórico-culturais preservadas, porém, revitalizada, será disponibilizado espaço para comercialização de artigos do artesanato local. Na área nova, externa (semiaberta), estarão os hortifrutigranjeiros, açougue e peixaria. Bistrôs, lanchonetes e cafeterias estarão no térreo e no segundo nível do espaço. Serão 34 boxes, um restaurante, dois cafeterias, ambientes para barbearia, casa lotérica e caixa eletrônico. Em respeito à história da Serra será instalado um monumento em alusão às taipas da Coxilha Rica. Na parte interna haverá dez vagas para estacionamento de veículos e no Largo, na parte externa do entorno, haverá cerca de 50 lugares.

O coordenador do Núcleo de Gastronomia da Acil e da CDL, Ruan Rangel, salienta que foi levantada a possibilidade de os empresários estarem mais próximos das obras por entender que o Mercado necessitará de uma parceria público-privada. “Solicitamos uma reunião para apresentação do projeto, encontro feito há uns 15 dias. Pretendemos estar mais presentes e conhecedores do que está sendo feito no local”, reitera Ruan. O objetivo é fazer que as entidades privadas estejam mais envolvidas no processo. “Visitar as obras foi impactante pelo que vi aqui Não imaginei esta dimensão. O Mercado ficará enorme. O impacto para Lages deverá ser positivo e bem planejado para alcançar resultados imediatistas, correspondendo às expectativas”, acrescenta o empreendedor.

Supervisão no Calçadão da Praça João Costa

As autoridades e os empresários seguiram para o Calçadão da Praça João Costa, onde segue o serviço de concretagem do contrapiso na parte descoberta da Praça, base para os reservatórios inferiores e bomba d’água da fonte luminosa, assentamento do piso de basalto regular serrado, em outros pontos será colocado paver em cinza e outras cores, formando paginação geométrica, início da retirada da cobertura do ginásio do antigo colégio Aristiliano Ramos, e começo da fundação com estacas para construção do bloco B, espaço de dois pavimentos, onde estarão palco cultural e camarins. No segundo piso haverá um restaurante. Em outubro devem ser terminados os serviços de implantação deste prédio. No bloco A somente restam os acabamentos em vidro, que abrigará cafeteria, revistaria, posto da Polícia Militar (PM), Central de Informações Turísticas e banheiros.
Na área central, em que a obra inteira de abrangência será de 9.500 metros quadrados. Os investimentos são de mais de R$ 13 milhões, através de convênio entre o Governo do Estado e a prefeitura.

Texto: Daniele Mendes de Melo
Fotos: Nathalia Lima

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

NOTA DO PREFEITO ANTÔNIO CERON

  ANTONIO CERON ,  por meio de sua defesa vem apresentar  NOTA à Imprensa  para prestar os seguintes esclarecimentos quanto à Denúncia que foi movida pelo Ministério Público do Estado de Santa Catarina . Cabe registrar ,  desde logo ,  que o senhor Antônio Ceron, Prefeito do  distinto  Município de Lages, conta com quase 4 décadas de vida pública, tendo exercido  4 mandatos parlamentares (deputado estadual), ocupado cargos no Executivo Estadual e 2 vezes alçado por voto popular à chefia do Executivo Municipal de Lages. Em todo esse período nunca respondeu ação penal alguma, nunca teve suas contas rejeitadas pelo Tribunal de Contas do Estado.  Em outras palavras,  sua postura e atuação pública sempre foi conduzida de modo transparente e ilibado . É de extrema relevância apontar que os contratos objetos das investigações judiciai s continuam vigentes (com o aval do próprio MPSC), foram e continuam sendo auditados pelos órgãos de fiscalização ( Câmara Municipal de Lages,  TCE/SC e MPSC),

PROGRAMAÇÃO DO RECANTO DO PINHÃO

  No dia 1º de junho, quinta-feira, a partir das 19h30, no calçadão da Praça João Costa acontecerá a abertura oficial da 33ª Festa Nacional do Pinhão. A atração musical da noite será com o grupo Os 4 Gaudérios.  Veja a programação do Recanto do Pinhão Aracy Paim 2023: Dia 1º, quinta-feira:  18h – Douglas Moraes 19h – Abertura Oficial Festa Nacional do Pinhão e Recanto do Pinhão 19h30 – OS 4 GAUDÉRIOS   Dia 2, sexta-feira: 11h – Guilherme Garcia 15h – Coral Vozes da Liberdade 16h – Alcione e Léo 17h – Boteco do Laurindo  Show 18h – Marina Gomes 19h30 – Léo Moraes e Grupo Gaúcho   Dia 3, sábado: 10h – Jornal do Almoço – NSC TV 14h – Grupo Querência Militar 15h – Grupo Embalo Fandangueiro 16h – Edson Augusto 17h – Grupo Baitaço 18h – Banda Anjos de Plantão 19h30 – Grupo Modaço   Dia 4, domingo:        11h – Boteco Resenha 14h – Willian Oliver 15h – Rogério Blum 16h – Musical Raízes Sertaneja 17h – Luis Bastos 18h – Leandro Marx 19h30 – Grupo Tchê Loko   Dia 5, segunda-feira: 16h – Matheus

Polícia Civil recebe denúncia de estupro dentro de hospital em Lages

  A Delegacia Regional de Polícia de Lages, na  Serra Catarinense , recebeu uma denúncia sobre um estupro que teria sido cometido por um enfermeiro contra uma paciente internada no Hospital e Maternidade Tereza Ramos (HTMR). O caso ocorreu na madrugada desta quinta-feira (23), e a unidade de saúde registrou um boletim de ocorrência. À reportagem da  Rádio Clube de Lages , a mulher relatou que estava internada com uma doença pulmonar. Na noite do caso, o enfermeiro teria agido de forma invasiva durante o atendimento e dado uma medicação diferente à paciente. “Ele perguntou sobre as minhas genitais, coisas que as enfermeiras nunca tinham perguntado para mim. Eu estava de camisola e ele me olhava muito. Não me senti bem e coloquei um calção por baixo da camisola. O último remédio que tomava para dormir, o Diazepam, que era de praxe todos os dias às 22h30min, eram elas que me davam. Nesse dia ele disse para mim, ‘vai ter outro remedinho’, e eu perguntei o porquê de outro medicamento. Ele r